O que é?

O Município de Guimarães tem vindo apostar cada vez mais na sua estratégia de educação ambiental.


Esta estratégia está assente no propósito da visão de desenvolvimento sustentável para o território, expressa no "Guimarães Mais Verde" movimento aglutinador de toda a comunidade. Guimarães Mais Verde aponta e mobiliza as entidades, a população (todo o município) para a implementação de comportamentos mais sustentáveis e maior consciencialização ambiental.

A estratégia definida pelos pelouros da Educação e do Ambiente da Câmara Municipal é orientadora para todas as ferramentas que se implementam na educação, na reeducação, na sensibilização e na consciencialização ambiental, como são os projetos/ações associados ao Laboratório da paisagem, ao projeto Programa Ecológico de Guimarães para a Aprendizagem do Desenvolvimento Ambiental Sustentável: PEGADAS, bem como à Horta Pedagógica de Guimarães visam responder aos objetivos do Artigo 4.º da Lei de Bases do Sistema Educativo, nomeadamente no que diz respeito à educação ambiental, que "obriga a políticas pedagógicas viradas para a tomada de consciência ambiental, apostando na educação para o desenvolvimento sustentável e dotando os cidadãos de competências ambientais num processo contínuo, que promove a cidadania participativa e apela à responsabilização, designadamente através do voluntariado e do mecenato ambiental, tendo em vista a proteção e a melhoria do ambiente em toda a sua dimensão humana"; e da "informação e da participação, que obrigam ao envolvimento dos cidadãos nas políticas ambientais, privilegiando a divulgação e a partilha de dados e estudos, a adoção de ações de monitorização das políticas, o fomento de uma cultura de transparência e de responsabilidade, na busca de um elevado grau de respeito dos valores ambientais pela comunidade, ao mesmo tempo que assegura aos cidadãos o direito pleno de intervir na elaboração e no acompanhamento da aplicação das políticas ambientais".

São considerados três eixos de atuação: sensibilização, consciencialização da população no geral educação e formação da Comunidade educativa e promoção de atividade nas áreas de I&D+i. O desenvolvimento de projetos/ações nestes eixos, terá como principais resultados, o aumento da sensibilização e consciencialização da população para as questões do Ambiente; a educação dos jovens, o desenvolvimento de estudos da dinâmica paisagística; o estudo de soluções promotoras de ecoeficiência dos sistemas urbanos, incentivando o desenvolvimento de projetos inovadores; e a produção de documentação científica relevante contribuindo para os desígnios da Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020.