INFORMAR Notícias Estrutura de Missão Guimarães 2030
Jovens vimaranenses desafiados para influenciarem futuro mais sustentável
02 Mai 2019
Reunião do Conselho Consultivo, integrada na Semana Europeia da Juventude 2019, contou com a participação de alunos do ensino secundário e profissional de Guimarães.

A sexta reunião do Conselho Consultivo da Estrutura de Missão Guimarães 2030 decorreu esta terça-feira, com a participação de alunos dos vários estabelecimentos de ensino secundário e profissional de Guimarães. “Influenciadores para a Cidade Sustentável” foi o tema em discussão, através de experiências da participação cívica e a criação um plano de ação que possa responder às visões dos jovens para o território.

Na sessão de abertura, a Vice-presidente da Câmara Municipal, deixou um apelo à capacidade de intervenção dos jovens na construção de um futuro melhor na área ambiental. “O que vos queremos pedir, hoje, é que sejam influenciadores para a sustentabilidade. Para além de tudo o que gostam, gostem também de fazer a diferença e ajudar”, apontou Adelina Pinto. “Os influenciadores não têm de ser apenas os que estão nos cargos de decisão. Cada um de nós pode ser influenciador. Seja na nossa casa, no grupo de amigos, na escola, no ginásio ou no clube. O que temos de ter é conhecimento do que está mal para mudarmos. Mas nós também temos de mudar, porque não influenciamos ninguém se não mudarmos primeiro nós. Mudar o mundo começa por nós”, adiantou.

Adelina Pinto destacou a importância dos jovens e os seus contributos nesta reunião do Conselho Consultivo, “para nos ajudarem a perceber melhor o que Guimarães precisa de mudar e influenciar positivamente quem vos é próximo, para tornar o futuro mais sustentável”, salientou a Vereadora responsável pelos pelouros da Educação e Juventude.

Esta sessão foi integrada na Semana Europeia da Juventude 2019, evento europeu que conta com o apoio da Comissão Europeia sob o tema “A democracia e eu”, atribuindo aos jovens um papel central como efetivos influenciadores da sustentabilidade no seio da sua comunidade.

As reuniões decorrem do funcionamento da Estrutura de Missão para o Desenvolvimento Sustentável Guimarães 2030, cujo Conselho Consultivo está representado por mais de 400 organizações do concelho, aliando o conhecimento científico à gestão do território, com a presença da Universidade do Minho (UM), Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro (UTAD), Universidade das Nações Unidas (UNU) e o Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA).